Become a member

Get the best offers and updates relating to Liberty Case News.

― Advertisement ―

spot_img

Camarões: lésbica, Brenda Biya revela sua homossexualidade

Nos Camarões, o jornalista e denunciante Remy Ngono expõe a orientação sexual da filha do presidente camaronês Brenda Biya. Esta última seria lésbica segundo...
HomeNOTÍCIASSOCIEDADEIsabel Kudiqueka cumpre ordem de seu chefe nas demolições de casas e...

Isabel Kudiqueka cumpre ordem de seu chefe nas demolições de casas e venda de terreno

A Administradora Municipal de Icolo e Bengo, Isabel Kudiqueba dos Santos em conluio com seu chefe, ordenaram a demolição de cinquenta e três lojas, na Centralidade do Zango 8 mil, do Empresário Ximuto Ilídio, com severas perdas financeiras na ordem dos quatrocentos e vinte milhões de kwanzas (420.000.000.00), e acusa a administradora de má fé apesar de várias vezes lhe ter coagido a pagar “propinas” cujas transferências temos em posse.

By: Victor Kavinda

“Ela me conhece muito bem, mas, o estranho é que veio com uma equipa aqui no sábado, e ordenou que demolicem apenas as minhas obras, e ostentou ainda um suposto mandato de captura contra mim, que nem sei até se foi emitido por quem e porque” acusou o empresário.

A referida administradora, contactada pelo empresário afim de esclarecer os reais motivos das demolições, Isabel Kudiqueka disse que “está a cumprir ordem do seu chefe e está a proteger o seu pão”

Com justificativas conforme considerou o construtor empresário como infundadas e sem cabimento, a Administradora Municipal Isabel Kudiqueba dos Santos terá informado enganosamente e de propósito que as suas construções estariam em perímetro de risco do novo aeroporto internacional de Luanda, cuja suposição, Ximuto Ilídio, nega categoricamente com um parecer de instrutores seniores do Instituto Nacional de Aviação Civil (INAVIC), que atesta que as obras estão numa boa zona e fora do perímetro de risco.

“Fazia vários pagamentos para eles, só para me manter aqui, apesar de possuir todas as documentações do espaço, e um parecer do Instituto Nacional de Aviação Civil vulgo INAVIC, que atesta que o meu empreendimento não está em zona de risco ao novo aeroporto internacional de luanda, mas mesmo assim demoliram sem mais nem menos” lamentou o empresário.

Terreno em letigio e que está envolvida Administradora de Icolo e Bengo.

Por outro lado, o empresário acusa também o Director de Fiscalização Municipal de Icolo e Bengo, conhecido apenas por Bernardo, de lhe ter solicitado uma parcela de terra no seu espaço, e em troca lhe garantiria suposta protecção, coisa que não veio a acontecer, e que depois levou este responsável da administração a forçar o empresário a lhe enviar perto de 80 mil kwanzas como pagamento pelas boas relações que têm.

“Eu sempre estive disposto a trabalhar em prol do município, aliás, quando foi empossado esta administradora e o chefe da fiscalização, fui lá ter com eles e lhe desejei boas vindas, e a nossa amizade sempre esteve boa, só não compreendo como agora estou a ser combatido desta forma” asseverou.

A nossa equipa de reportagem apurou que recentemente foram vistos alguns empresários chineses a fazer medições no espaço do empresário angolano, e que a Administradora Isabel Kudiqueba dos Santos em conluio com seu chefe e seu staff, teriam vendido o terreno a estes empresários expatriados.

O repórter, procurou contactar a administradora, mas sem sucesso. Nos próximos dias traremos mais notícias sobre está situação.