Become a member

Get the best offers and updates relating to Liberty Case News.

― Advertisement ―

spot_img

JOSÉ CALENGI, MANTÉM OS NÍVEIS DE CONFIANÇA E ASSEGURA QUE O EXECUTIVO VAI REALIZAR O COMPROMISSO DE ANGOLANO E DO PAÍS

Exclusivo : Falta de logística hábil e equipamento operacional tornam o adiamento de Canso Angola 2024 A falta da logística suficiente e equipamento operacional nomeadamente,...
HomeMUNDORebeldes Houthi do Iémen atacam mais navios no Mar Vermelho e no...

Rebeldes Houthi do Iémen atacam mais navios no Mar Vermelho e no Mediterrâneo

Os rebeldes do Iémen reivindicaram quatro ataques contra navios que navegam no Mar Vermelho, mas também no Mar Mediterrâneo. Esta não é a primeira vez que os Houthis atacam navios alegadamente ligados a Israel que navegam ao largo da costa do Iémen.

O porta-voz dos Houthi, Yahya Sare’e, reivindicou na sexta-feira quatro ataques a navios ocidentais no Mar Mediterrâneo e no Mar Vermelho. Segundo Sare’e, numa operação conjunta com a Resistência Islâmica no Iraque, o petroleiro Waler foi atingido por drones no Mar Mediterrâneo. O navio dirigia-se para o porto de Haifa, em Israel, violando o bloqueio de acesso aos portos “na Palestina ocupada”.

Também no Mediterrâneo, o navio Johannes Maersk foi atacado com um míssil de cruzeiro. Segundo os Houthis, a empresa Maersk está “entre os principais financiadores dos sionistas”.

No Mar Vermelho, o navio Ioannis foi atacado por barcos pilotados à distância, segundo os rebeldes iemenitas, enquanto o navio norte-americano Delonix foi atacado por uma série de mísseis balísticos. A notícia foi também confirmada pela Agência Britânica de Operações de Comércio Marítimo (Ukmto). O navio não sofreu danos de maior e prosseguiu a sua viagem para norte. Os outros ataques não foram confirmados, mas os Houthis já exageraram as suas alegações em várias ocasiões no passado.

Os Houthis afirmam que os seus ataques visam navios ligados a Israel, aos EUA ou ao Reino Unido. No entanto, muitos dos navios atacados têm pouca ou nenhuma ligação à guerra entre Israel e o Hamas, incluindo alguns com destino ao Irão.

EUA destroem drones Houthi

Nem mesmo o Comando Central dos EUA (Centocom) confirmou os ataques Houthi, mas informou que as suas forças destruíram sete drones (Uav) Houthi e um veículo de estação de controlo terrestre em zonas do Iémen.