Become a member

Get the best offers and updates relating to Liberty Case News.

― Advertisement ―

spot_img

Camarões: lésbica, Brenda Biya revela sua homossexualidade

Nos Camarões, o jornalista e denunciante Remy Ngono expõe a orientação sexual da filha do presidente camaronês Brenda Biya. Esta última seria lésbica segundo...
HomeNOTÍCIASCanal Independente TV Livre Angola invado e roubado na Véspera do Dia...

Canal Independente TV Livre Angola invado e roubado na Véspera do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa

 Na véspera do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, o canal independente angolano TV Livre Angola foi alvo de um ataque cibernético malicioso que resultou na perda de todo o seu conteúdo e na sua remoção da plataforma YouTube.

O ataque, que ocorreu na madrugada da última quarta-feira (1º de Maio), teve como alvo o canal hospedado no site da Google, gigante americana da tecnologia. Os invasores conseguiram alterar o número de telefone e o e-mail de recuperação do jornalista Herculano Coroado, dono do canal, bloqueando o seu acesso e apagando milhares de arquivos de vídeos informativos sobre a história, política, sociedade e economia de Angola, publicados ao longo de 24 anos, escreve o Club-K.

“Não sabemos quem fez e por que fez este mal contra o canal, mas seja quem for, não pode ser amigo da democracia, da história, da liberdade de expressão e da imprensa livre e de Angola. Portanto, não pode ser uma pessoa de bem”, disse Herculano Coroado.

Após o ataque, um novo canal chamado “Ripple” foi criado no lugar da TV Livre Angola, com foco em sistemas de pagamento alternativos ao SWIFT, como o XRP, e serviços de engenharia de informática e dados. No entanto, este canal também desapareceu posteriormente.

Presume-se que os autores do ataque estejam planejando usar a infraestrutura da TV Livre Angola para criar um novo canal de TV e vídeos online dedicado à propaganda e marketing institucional, visando o público crítico do canal original.

Este é o segundo grande ataque cibernético que Herculano Coroado enfrenta. Em 2019, o seu site www.tvlivreangola.org também foi hackeado e derrubado, com seus objetivos nunca tendo sido identificados.

Criado em 2012, no início das manifestações anti-governamentais em Angola, a TV Livre Angola se tornou um veículo alternativo de informação confiável, livre e independente, ajudando a contornar os desafios de acesso à informação confiável no país. O canal acompanhou a transição pacífica de poder em Angola, cobriu a mudança de liderança na UNITA e as últimas três eleições no país.

Apesar de ter hibernado nos últimos anos por falta de financiamento, a TV Livre Angola nunca comprometeu sua independência e confiabilidade. Herculano Coroado, ex-correspondente da Thomson Reuters em Angola, usa o canal para manter sua independência profissional, defender a liberdade de expressão e informar o público sobre o que se passa em Angola.

O jornalista busca o apoio da Google, YouTube e de serviços legais especializados para recuperar o canal e seus conteúdos. “Vamos lutar para recuperar o canal que já se tornou patrimônio da jovem democracia angolana”, afirma Herculano Coroado.