Become a member

Get the best offers and updates relating to Liberty Case News.

― Advertisement ―

spot_img

Irregularidades dos documentos colocam fora do sistema 157 pensionistas da província do Cunene

Mais de cento e cinquenta pensionistas do Cunene não foram incorporados no sistema de pagamento por alegadas irregularidades dos documentos. By: Dino Manuel Os dados foram...
HomeNOTÍCIASCRIMEMarginais que assaltaram e assassinaram tenente-coronel das FAA e um pastor da...

Marginais que assaltaram e assassinaram tenente-coronel das FAA e um pastor da Igreja Tocoísta já estão detidos

Os homens que estiverem envolvidos nos assaltos e assassinatos de um tenente-coronel da Procurador-Geral- Militar das Forças Armada Angolanas (FAA), de 54 anos, e de um pastor da Igreja Tocoísta, de 64, no município do Cazenga, nos meses de Abril e Maio, já estão detidos.

Os indivíduos têm entre 18 e 35 anos e estão agora acusados dos crimes de associação criminosa e de homicídio.

Segundo o Serviço de Investigação Criminal (SIC), o primeiro caso ocorreu no dia 10 de Abril, quando o oficial superior das FAA, destacado na Procuradoria-Geral- Militar, foi assaltado e morto a tiro próximo da residência onde vivia, no bairro Hoyi- ha-Henda.

Os homicidas levaram consigo uma arma de fogo da vítima, assim como uma quantia de 30 mil kz e outros meios.

Quanto ao segundo caso, foram igualmente detidos os dois suspeitos de terem morto, a tiro, no interior de Igreja Tocoísta, no Cazenga, um pastor evangélico.

Os marginais assaltaram a igreja, quando os fiéis estavam em vigília, e colocaram-nos sob ameaça de serem mortos caso não entregassem as coisas de valor que tinham, como noticiou o Novo Jornal no dia 15.

Um homem de 64 anos foi morto a tiro diante da igreja, na madrugada no dia, 14, quando se preparava para ir rezar.

Contam as testemunhas que a vítima se encontrava no interior da igreja, com outras dez pessoas, a preparar a “Santa Ceia” e todos foram surpreendidos pelos marginais, que, sob ameaças de morte, exigiram os telemóveis aos fiéis.

A vítima, como se encontrava com uma faca na mão, foi atingida por um tiro na região da cabeça, tendo morte imediata.

O Novo Jornal sabe que os agora arguidos foram presentes ao Ministério Público e ao juiz de garantia, que lhes aplicou a medida mais gravosa, a de prisão preventiva.