Become a member

Get the best offers and updates relating to Liberty Case News.

― Advertisement ―

spot_img

Mulher de 49 anos suspeita de queimar sobrinha

A Polícia Nacional em Luanda deteve, no Distrito da Camama, município de Talatona, uma mulher, de 49 anos, por supostamente ter queimado a sobrinha,...
HomeNOTÍCIASSAÚDELeste de Angola: Malária e SIDA matam 132 pessoas no Moxico em...

Leste de Angola: Malária e SIDA matam 132 pessoas no Moxico em três meses

Cento e 32 pessoas morreram vítimas de malária e SIDA, consideradas grandes endemias, de Janeiro a Março do ano corrente, na província do Moxico.

Fonte: Angop

Em igual período anterior, essas doenças, uma crónica (SIDA) e outra corrente infecciosa (paludismo), causaram 134 na província do Moxico, afectando, sobretudo, crianças dos zero aos 14 anos, com uma taxa de 81 porcencto de mortes .

O supervisor provincial do Programa de Controlo da Malária, Elias Alfredo, disse à ANGOP que só a malária vitimou 97 pessoas, no I trimestre de 2024, mais oito em relação ao período homólogo de 2023, com o município sede da província (Moxico) a liderar a incidencia, com 36 ocorrências.

O responsável disse que 97 mil 994 pessoas testaram positivo a malária em 313 mil 709 consultas realizadas nas distintas unidades sanitárias da província, em 2024.  No I trimestre de 2023, foram registados 94 mil 80 casos.

Já o HIV-SIDA, matou 43 pessoas, entre adultos e crianças, no I primeiro trimestre do corrente 2024, contra as 37 do igual período anterior, registrando-se um aumento de seis mortes, conforme  a supervisora provincial da Luta Contra o HIV-SIDA, Clotilde William.

Disse que foram testadas 19 mil 198 pacientes, resultando em 899 positivos, desses, 56 são crianças menores de 14 anos.

Em igual período de 2023, disse, testou-se 742 positivos, 55 das quais crianças dos zero aos  14 anos.

O programa de Luta Contra a SIDA está a acompanhar 593 pacientes com tratamento a base de retrovirais, além de outros 534 em asssitência desde 2023, tendo 40 pacientes abandonado o tratamento contra os 131 do ano ano anterior.

Dados indicam que Moxico figura na lista das três províncias do país com maior índice de prevalência de HIV/SIDA, com quatro por cento, seguindo as províncias do Cunene e Cuando Cubango com cinco e seis, respectivamente.

Estima-se que a província do Moxico, conta, desde 2018 até a presente data, com mais de 14 mil pessoas em tratamento contra esta doença transmissível.