Become a member

Get the best offers and updates relating to Liberty Case News.

― Advertisement ―

spot_img

Presidente da República João Lourenço participa na Investidura de Azali Assoumani, Presidente da União das Comores

PRESIDENTE JOÃO LOURENÇO DISCURSOU HOJE NA CERIMÓNIA DE INVESTIDURA O Presidente da República de Angola, João Lourenço, também Presidente em Exercício da Comunidade para o...
HomeECONOMIAAngola despede-se da OPEP

Angola despede-se da OPEP

A decisão de Angola abandonar, por vontade própria, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), está a dividir as opiniões entre os vários especialistas, quer do sector dos petróleos como de alguns economistas.

Para alguns, esta decisão chega tarde, porque a partir de agora o país
poderá de forma livre eleger o seu mercado. Para outros, esta decisão,
para além de estar alegadamente ligada a algumas alianças políticas
do Presidente João Lourenço, fica demonstrado que o pais
não quer estar sob o controlo dos membros daquela organização.

As fontes contatadas pela VOA afirmam, por outro lado, que
esta decisão também revela que Angola não é um pais que deve ser
levado a sério e acrescentam que a credibilidade internacional fica,
igualmente prejudicada.

Especialistas angolanos divididos quanto à decisão de Angola abandonar a OPEP

O Ministro dos Recursos Naturais, Petróleo e Gás, afirmou que é
sentimento das autoridades que, neste momento, Angola não ganha
nada, mantendo-se na organização e, em defesa dos seus interesses,
decidiu sair.

Em declarações à imprensa, Diamantino Pedro Azevedo, disse que esta
não é uma decisão irrefletida, ou intempestiva.

A decisão estava nas previsões de vários especialistas,
depois de Angola rejeitar, no passado dia 30 de Novembro, a quota
atribuída pelo cartel, que previa uma redução, e que iria manter a
meta de 1.180 mil barris por dia para 2024.