Become a member

Get the best offers and updates relating to Liberty Case News.

― Advertisement ―

spot_img

Camarões: lésbica, Brenda Biya revela sua homossexualidade

Nos Camarões, o jornalista e denunciante Remy Ngono expõe a orientação sexual da filha do presidente camaronês Brenda Biya. Esta última seria lésbica segundo...
HomeNOTÍCIASSAÚDEAstrazeneca retira do mercado a sua primeira vacina contra a covid-19

Astrazeneca retira do mercado a sua primeira vacina contra a covid-19

No final de abril, a Agência Europeia de Medicamentos recomendou a atualização das vacinas contra a covid-19 para a campanha de vacinação de 2024/2025, para proteger contra a nova variante do vírus SARS-CoV-2, a JN.1.

A gigante farmacêutica britânica Astrazeneca retirou esta quarta-feira do mercado, por razões comerciais, a sua vacina contra a covid-19 Vaxzevria, uma das primeiras a ser comercializadas durante a pandemia.

“Dado que foram desenvolvidas múltiplas vacinas contra a Covid-19, há um excedente de vacinas atualizadas” face às diferentes variantes do vírus, “o que resultou numa diminuição da procura”, justificou a farmacêutica, em comunicado.

O anúncio de que a vacina deixaria de ser comercializada a partir de hoje tinha sido feito no início da semana pela farmacêutica.

No final de abril, a Agência Europeia de Medicamentos (EMA, sigla em inglês) recomendou a atualização das vacinas contra a covid-19 para a campanha de vacinação de 2024/2025, para proteger contra a nova variante do vírus SARS-CoV-2, a JN.1.

“A JN.1 difere da família XBB visada pelas anteriores vacinas atualizadas e ultrapassou agora as variantes XBB para se tornar a variante de maior circulação em todo o mundo”, salienta.

As empresas que estão atualmente a desenvolver novas vacinas contra a covid-19 que não visam a JN.1 foram também incentivadas a contactar a EMA para discutir estratégias para alterar a composição das suas vacinas.