Become a member

Get the best offers and updates relating to Liberty Case News.

― Advertisement ―

spot_img

Presidente da República João Lourenço participa na Investidura de Azali Assoumani, Presidente da União das Comores

PRESIDENTE JOÃO LOURENÇO DISCURSOU HOJE NA CERIMÓNIA DE INVESTIDURA O Presidente da República de Angola, João Lourenço, também Presidente em Exercício da Comunidade para o...
HomeECONOMIAPetróleo sobe, depois de Arábia Saudita aumentar o preço do barril vendido...

Petróleo sobe, depois de Arábia Saudita aumentar o preço do barril vendido à Ásia

Acompanhe aqui, minuto a minuto, o desempenho dos mercados durante esta segunda-feira. Depois de ter registado a pior semana desde fevereiro, o petróleo valoriza à boleia do aumento dos preços de um determinado tipo de crude exportado pela Arábia Saudita para a Ásia.

O petróleo Brent – referência para as importações europeias – valoriza 0,63% para 83,48 dólares por barril, após a semana passada ter registado uma queda superior a 7%.

Por sua vez, o West Texas Intermediate (WTI) – negociado em Nova Iorque – sobe 0,68% para 78,64 dólares por barril, depois de ter tombado 6,85% a semana passada.

A gigante saudita Aramco reviu em alta o preço do Arab Light em 90 cêntimos de dólar para 2,90 dólares por barril, acima do “benchmark”, de acordo com a comparação da Bloomberg. A nova contrapartida por este novo tipo de crude será cobrada a partir de junho.

O aumento fica ainda acima dos 60 cêntimos por dólar esperados pelos especialistas.

Ásia fecha mista, após digerir números do emprego nos EUA. Europa aponta para o verde

As principais bolsas asiáticas terminaram a sessão de forma mista, com os investidores a digerirem os mais recentes números da criação de emprego nos EUA, os quais ficaram abaixo do esperado.

Pela China, Xangai subiu 0,9%, enquanto Hong Kong desvalorizou 0,2%. No Japão, o Nikkei recuou ligeiramente (-0,09%) e o Topix terminou o dia na linha de água (-0,03%). Na Coreia do Sul, o Kospi perdeu 0,26%.

Na sexta-feira (já depois da sessão asiática), o Gabinete de Estatísticas do Emprego dos Estados Unidos revelou que a economia norte-americana criou 175 mil empregos em abril, um valor significativamente abaixo dos 240 mil novos postos de trabalho estimados pelos economistas.

Pela Europa, os futuros apontam para um arranque de sessão em terreno positivo, com os contratos sobre o “benchmark” europeu Stoxx 600 a somarem 0,3% e os derivados sobre o alemão DAX a crescerem 0,28%.