Become a member

Get the best offers and updates relating to Liberty Case News.

― Advertisement ―

spot_img

Camarões: lésbica, Brenda Biya revela sua homossexualidade

Nos Camarões, o jornalista e denunciante Remy Ngono expõe a orientação sexual da filha do presidente camaronês Brenda Biya. Esta última seria lésbica segundo...
HomeNOTÍCIASSOCIEDADELíder Adventista garante que bens alimentares do Grupo Carrinho serão distribuídos às...

Líder Adventista garante que bens alimentares do Grupo Carrinho serão distribuídos às comunidades carenciadas sem distinção

O presidente da União Nordeste de Angola (UNA), da Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD), Teixeira Mateus Vinte considerou caluniosas, falsas e fabricadas por pessoas eivadas de má-fé, as informações que dão conta de que a confissão religiosa por si liderada assinou um contrato “milionário” com a empresa Carrinho para a distribuição de alimento com a finalidade de beneficiar os pastores ou seus familiares.

Na tarde desta terça-feira, 12, o Grupo Carrinho, no âmbito da sua responsabilidade social, assinou um protocolo de gerenciamento e distribuição de alimentos por tempo indeterminado com a Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD), que consiste na recuperação de alimentos não vendidos nas suas lojas da rede bem barato (grosso e retalho), que ainda se encontram em perfeitas condições para consumo.

Segundo o líder da Igreja Adventista, que se manifestou satisfeito pelo facto de a empresa Carrinho ter escolhido a sua confissão religiosa, garantiu que, de acordo com a parceria assinada, os bens alimentares de primeira necessidade a serem disponibilizados, serão canalizados exclusivamente para as comunidades necessitadas do país e não para os pastores da igreja ou seus familiares.

“Este não é um projecto para alimentar os pastores e suas famílias, é um projecto de acção social da Carrinho para que os nossos Desbravadores e o Ministério da Mulher distribuam as famílias mais vulneráveis nos hospitais, nos orfanatos nos lares de terceira idade, e em qualquer lugar, sem esquecer as cozinhas comunitárias que a igreja já tem”.

Em declarações à imprensa, o pastor Teixeira Mateus Vinte, assegura que os bens alimentares, cuja delimitação do protocolo nesta primeira fase abrange as províncias de Benguela, Moxico e Lunda-Norte, serão distribuídos sem nenhuma discriminação de cor, raça, opção política ou credo religioso.

“É um protocolo que nós estamos a assumir agora, de formas a articularmos esses bens às famílias carenciadas, sem escolher raças, tribos ou religiões”, frisou para quem “é um gesto que se enquadra também na orientação do próprio Senhor Jesus dar de comer a quem tem fome”.

O pastor Vinte revelou que a Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) já tem alguns locais mapeados em Luanda e no interior do país, e reforça que se trata de um trabalho social que os adventistas prestam ao longo da sua existência com a pregação do evangelho.

“Nós faremos a distribuição de acordo a disponibilidade da carrinho, para isso, temos cozinhas comunitárias, também temos lugares mapeados onde poderemos assistir as famílias mais carênciadas”.

Para o líder espiritual, a sua igreja está pronta para o trabalho em prol das comunidades, pelo que disse “está de parabéns a carrinho e vamos poder maximizar este projecto na medida em que formos avançando, este é projecto piloto estamos a começar agora, e veremos então num futuro muito próximo os resultados desta parceria”, acrescentando que “estamos disponíveis e preparados para cooperar positivamente com a empresa Carrinho”.

Salienta-se que, no quadro da sua responsabilidade social, o Grupo Carrinho entregou no dia 22 do mês passado cerca de 900 toneladas de bens alimentares diversos à Igreja Evangélica Congregacional em Angola (IECA) a favor de famílias vulneráveis das províncias de Benguela, Bié e Huambo.

De acordo com o administrador não executivo da Carrinho, Samuel Candundo, a iniciativa está alinhada com a visão do grupo e serve para criar uma rede de distribuição de alimentos, por intermédio de diferentes denominações religiosas, para auxiliar as comunidades mais carentes.

Para o programa, estão abrangidos todos os produtos que são transformados pelas 17 fábricas do Grupo Carrinho, tais como o arroz, fuba de milho, feijão, massa alimentar, óleo vegetal, açúcar, entre outros.

O administrador não executivo do Grupo Carrinho, Samuel Candundo, disse que o objectivo principal é redirecionar estes alimentos, evitando o seu desperdício, para as comunidades carentes nas províncias do país, sempre que se fizer necessário.

A assinatura do protocolo aconteceu no auditório da União Nordeste de Angola (UNA), no município do Talatona, sede da IASD, em Luanda e contou com a presença de diversas entidades da Carrinho e da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Presente em Angola desde 1993, a Carrinho é uma empresa com vasta experiência e credibilidade no mercado nacional. Tornou-se actualmente na maior força motora de autossuficiência alimentar e nutricional em Angola.

Está empenhada em desenvolver a indústria agro-alimentar do país, encarregue pela gestão de todas as etapas do processo agro-alimentar desde a origem (produção), transporte, armazenamento, transformação e a comercialização de alimentos.

Fonte: Club-K.net