Become a member

Get the best offers and updates relating to Liberty Case News.

― Advertisement ―

spot_img

JOSÉ CALENGI, MANTÉM OS NÍVEIS DE CONFIANÇA E ASSEGURA QUE O EXECUTIVO VAI REALIZAR O COMPROMISSO DE ANGOLANO E DO PAÍS

Exclusivo : Falta de logística hábil e equipamento operacional tornam o adiamento de Canso Angola 2024 A falta da logística suficiente e equipamento operacional nomeadamente,...
HomeMUNDO36 drones ucranianos abatido confirma Ministério da Defesa russo 

36 drones ucranianos abatido confirma Ministério da Defesa russo 

O Ministério da Defesa da Rússia disse nesta segunda-feira que as defesas aéreas do país abateram 36 drones aéreos ucranianos que estavam envolvidos em ataques a regiões russas ao longo da fronteira com a Ucrânia.

O ministério disse que derrubou 18 drones na região de Bryansk, nove na região de Kursk e mais nove em Belgorod.

Vyacheslav Gladkov, governador regional de Belgorod, relatou danos a casas em duas aldeias e disse no Telegram que várias áreas ficaram sem energia após os ataques.

Zelenskyy quer que a UE cumpra as suas promessas de ajuda militar

Os governadores de Bryansk e Kursk disseram que não houve relatos de feridos ou danos em suas áreas.

A Rússia também reivindicou ganhos no campo de batalha na segunda-feira, dizendo que as suas forças assumiram o controle da vila de Stepova Novoselivka, na região nordeste de Kharkiv, na Ucrânia, e de Novopokrovka, na região oriental de Donetsk.

Não houve comentários imediatos da Ucrânia sobre a situação em Kharkiv ou Donetsk.

A força aérea da Ucrânia emitiu alertas de mísseis na segunda-feira no sul e no leste da Ucrânia, que são alvos frequentes de ataques de drones russos.

Serhiy Lysak, governador regional da região de Dnipropetrovsk, disse segunda-feira no Telegram que as forças russas atacaram com mísseis e artilharia a cidade de Dnipro, ferindo sete pessoas.

Lysak disse que os ataques russos na noite de domingo incluíram artilharia e drones kamikaze que danificaram vários edifícios e um gaseoduto em Nikopol.

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy, reiterou na noite de domingo os seus apelos para que os países que fornecem ajuda militar à Ucrânia relaxem ainda mais as restrições às forças ucranianas que usam armas ocidentais para atacar alvos militares dentro da Rússia.

“São necessárias decisões claras para ajudar a proteger o nosso povo”, disse ele. “Os ataques de longo alcance e a defesa aérea moderna são a base para deter o terror russo diário. Agradeço a todos os nossos parceiros que entendem isso”.