Become a member

Get the best offers and updates relating to Liberty Case News.

― Advertisement ―

spot_img

JOSÉ CALENGI, MANTÉM OS NÍVEIS DE CONFIANÇA E ASSEGURA QUE O EXECUTIVO VAI REALIZAR O COMPROMISSO DE ANGOLANO E DO PAÍS

Exclusivo : Falta de logística hábil e equipamento operacional tornam o adiamento de Canso Angola 2024 A falta da logística suficiente e equipamento operacional nomeadamente,...
HomeÁFRICACongo reforça cooperação económica e militar com Rússia - Sassou Nguesso em...

Congo reforça cooperação económica e militar com Rússia – Sassou Nguesso em visita à Rússia

O Presidente da República do Congo, Denis Sassou Nguesso, apelou hoje, 27/06, ao homólogo russo, Vladimir Putin, para reforçar a cooperação bilateral económica e militar com o seu país. O pedido foi formulado durante a visita que o chefe de Estado congolês efectua a Moscovo, até sábado (29.06), com esse objectivo.

“Em tempos de grandes desafios, devemos desenvolver e fortalecer os nossos laços”, afirmou o líder congolês no encontro com o Presidente russo, Vladimir Putin, no Kremlin. “Gostaríamos de realizar negociações para reforçar a cooperação em todas as áreas, tanto económica e comercial, como de defesa e segurança”, disse Sassou Nguesso, de 80 anos.

O estadista congolês, no poder desde 1997, agradeceu a Putin a calorosa recepção no Kremlin e recordou que os dois países mantêm relações “amigáveis e solidárias” há 60 anos. Sassou Nguesso acrescentou que a Rússia mantém relações não só com o Congo, mas também com outros países africanos, referindo que, graças a isso, “o povo africano renasceu e ganhou força de resistência na luta contra a colonização em prol da sua libertação.”

Putin sublinhou, por seu lado, o papel pessoal de Sassou Nguesso no desenvolvimento dos laços bilaterais. “Pessoalmente, o senhor fez muito pelo desenvolvimento das relações russo-congolesas, participou nas duas cimeiras Rússia-África e está a envidar esforços para desenvolver a nossa interação em quase todos os domínios”, afirmou o chefe do Kremlin, que condecorou Nguesso com a Ordem de Mérito.