Become a member

Get the best offers and updates relating to Liberty Case News.

― Advertisement ―

spot_img

Amnistia Internacional exige respeito ao direito de protestos em Luanda

A Amnistia Internacional lembra que as autoridades angolanas devem respeitar os direitos dos manifestantes em Luanda durante a manifestação prevista para 22 de junho...
HomePOLÍTICAArrancou em todo o País processo de renovação de mandatos nos CAP...

Arrancou em todo o País processo de renovação de mandatos nos CAP do MPLA “acordar” as bases do partido no poder

O MPLA, partido político no poder em Angola, começa esta sexta-feira,17, em todo o País, o processo de balanço e renovação de mandatos nos Comités de Acção do Partido (CAP), enquadrado no âmbito do fortalecimento das estruturas de base do partido. O MPLA vai mexer nos CAP, na JMPLA e na OMA.

Fonte: NJ

O secretário-geral do MPLA, Paulo Pombolo, considera ser imperioso que os militantes do MPLA saibam escolher os futuros dirigentes destes comités, para fortalecer o partido, que, segundo o antigo homem forte do MPLA na era José Eduardo dos Santos, Julião Mateus Paulo “Dino Matrosse”, não está bem nas estruturas de base.

Segundo Paulo Pombolo, “os militantes devem saber escolher pessoas fortes e comprometidas com o partido para liderar as bases”.

O secretário-geral do partido no poder em Angola fez este apelo na província do Bié, onde está em visita de trabalho de quatro dias.

Conforme o secretário-geral, os militantes devem olhar e desenvolver com maior responsabilidade o processo de balanço e renovação de mandatos nos comités.

Para o responsável do MPLA, os CAP são consideradas organizações de base “onde residem as verdadeiras forças”.

Recentemente, o ex-secretário geral do MPLA, Julião Mateus Paulo “Dino Matrosse”, afirmou que o partido não está bem e admitiu fragilidade nas suas bases.

Para “Dino Matrosse” o MPLA actual “está muito lento” nas bases e “é necessário maior dinamismo”.

“As bases não estão bem, estão muito lentas. A força do partido está nas bases e é preciso imprimir mais dinamismo no seio delas, porque as bases são quem sustentam o partido”, disse, afirmando que há no MPLA, agora, muitos líderes locais lentos que não dão o melhor contributo para o partido.

Vale recordar que o processo de balanço e renovação de mandatos nos Comités de Acção do Partido vai decorrer em todas as províncias do País sob o lema “MPLA, dinamizar as estruturas do partido para melhor inserção na sociedade”.

Na semana passada, a vice-presidente do partido, Luísa Damião, disse que a tarefa de revitalizar as bases deve assentar no reforço da coesão e unidade no seio do partido.