Become a member

Get the best offers and updates relating to Liberty Case News.

― Advertisement ―

spot_img

Mulher de 49 anos suspeita de queimar sobrinha

A Polícia Nacional em Luanda deteve, no Distrito da Camama, município de Talatona, uma mulher, de 49 anos, por supostamente ter queimado a sobrinha,...
HomeNOTÍCIASNota de Repúdio e Denúncia: Pela Defesa dos Direitos dos Activistas

Nota de Repúdio e Denúncia: Pela Defesa dos Direitos dos Activistas

Nos últimos tempos, temos testemunhado um aumento alarmante de ameaças e intimidações contra ativistas cívicos em Angola, especialmente aqueles que se destacam na luta por um país mais justo e transparente. Hoje, direcionamos nossa atenção ao caso de Junilson Capoco, um jovem ativista residente no Huambo, conhecido por sua intervenção em questões políticas e da vida pública de sua comunidade.

By: Poeta UKwanana

Junilson Capoco recentemente foi vítima de ameaças de morte por parte de dois cidadãos, Alexandre Soares e Benedito Jolomba. Este não é um incidente isolado, mas parte de um padrão contínuo de assédio que visa silenciar vozes que se erguem contra a corrupção e a injustiça. Vale lembrar que Junilson Capoco já foi detido injustamente junto com outros ativistas pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC) no Huambo.

É inaceitável que apátridas continuem a intimidar jovens que dedicam suas vidas à construção de uma Angola melhor. Já perdemos muitos irmãos e irmãs no ativismo, vítimas de um sistema que prefere o silêncio imposto pela força ao diálogo e à transparência.

Aqui deixamos claro: qualquer agressão a um de nós será tratada como uma agressão a todos. Estamos atentos e preparados para agir e reagir.

Aos órgãos de defesa e segurança do Estado, pedimos prudência e justiça. Sua missão deve ser proteger os cidadãos e combater a corrupção, e não atacar aqueles que, com coragem, denunciam as falhas do sistema. Os corruptos estão no governo, manipulando as engrenagens do poder para seu benefício pessoal, enquanto a população sofre com a falta de recursos e oportunidades.

Esta nota de repúdio serve não apenas como um alerta, mas como um apelo à ação. Exigimos uma investigação rigorosa e imparcial sobre as ameaças contra Junilson Capoco e a proteção de todos os ativistas que lutam por um futuro melhor para Angola.

Não podemos continuar aceitando passivamente que aqueles que deveriam servir ao povo utilizem seu poder para amedrontar e silenciar. Nossa luta é por uma Angola onde a justiça prevaleça e onde a voz do povo seja ouvida e respeitada.

Chega de perseguição a ativistas! Chega de impunidade para os corruptos!

Estamos unidos, estamos vigilantes, e não descansaremos até que todos os cidadãos angolanos possam viver em um país justo e livre.

[Movimento Salvemos Angola]

Att:. este é um grito de denúncia contra as injustiças enfrentadas pelos ativistas em Angola, um chamado à ação contra a corrupção e a repressão. É um apelo por uma nação onde a coragem de lutar por um futuro melhor não seja punida, mas celebrada e protegida.