Become a member

Get the best offers and updates relating to Liberty Case News.

― Advertisement ―

spot_img

Presidente da República João Lourenço participa na Investidura de Azali Assoumani, Presidente da União das Comores

PRESIDENTE JOÃO LOURENÇO DISCURSOU HOJE NA CERIMÓNIA DE INVESTIDURA O Presidente da República de Angola, João Lourenço, também Presidente em Exercício da Comunidade para o...
HomeMUNDOConfissão de pedófilo que cometeu abusos contra familiares nos últimos 50 anos...

Confissão de pedófilo que cometeu abusos contra familiares nos últimos 50 anos choca Espanha

Caso ficou conhecido depois de neta, com dificuldades auditivas, denunciar as agressões sexuais.

Fonte: CM

A confissão de um homem que abusou de cinco mulheres nos últimos 50 anos está a chocar Espanha. As vítimas, algumas familiares do indivíduo, eram menores quando os crimes foram cometidos. O agressor sexual, de 69 anos, entregou-se à Guardia Civil de Liiria, em Valência, e contou detalhadamente tudo aquilo que tinha feito em cinco décadas.

Os primeiros crimes foram cometidos na década de 70, quando o homem tinha 16 anos, segundo o jornal espanhol Levante. A vítima foi a irmã que tinha apenas sete anos.

O espanhol também abusou da cunhada, quando esta tinha entre os 14 e os 17 anos. “Ninguém acreditava em mim, culpavam o meu namorado, foram precisos todos estes anos para que eu pudesse falar e ser ouvida”, lamenta.

As outras vítimas foram uma amiga da cunhada, uma neta surda, e uma menina de oito anos.

A última vítima, uma menina de oito anos que era filha de amigos do agressor, foi abusada num parque de campismo. Acordou aos gritos e a companheira do detido atribuiu aquela reação a pesadelos que a menina teria tido.

Durante anos, o homem permaneceu impune, mas o caso acabou por vir a público devido à violação da neta com deficiência auditiva. Esta, quando já era maior de idade, decidiu contar tudo.

“A minha filha contou-me e eu não acreditei, sinto que falhei como mãe por não a ter protegido o suficiente”, admitiu a mulher do agressor.

Depois da denúncia feita pela neta, as outras vítimas acabaram por revelar os crimes às autoridades.

Presente a primeiro interrogatório, o homem ficou em prisão preventiva. Vai ser julgado por três crimes de abuso sexual, uma vez que os primeiros crimes já prescreveram.