Become a member

Get the best offers and updates relating to Liberty Case News.

― Advertisement ―

spot_img

Camarões: lésbica, Brenda Biya revela sua homossexualidade

Nos Camarões, o jornalista e denunciante Remy Ngono expõe a orientação sexual da filha do presidente camaronês Brenda Biya. Esta última seria lésbica segundo...
HomeMUNDOAtriz relata 'apagão' e sexo sem proteção com Donald Trump

Atriz relata ‘apagão’ e sexo sem proteção com Donald Trump

Stormy Daniels detalha encontro com Trump. Ex-atriz conta que ex-Presidente pediu para que ela lhe batesse com uma revista.

A defesa de Donald Trump bem tentou impedir que Stormy Daniels, ex-atriz de filmes para adultos, descrevesse em tribunal a sua relação com o ex-Presidente, mas sem sucesso.

Daniels, de 45 anos, foi bastante gráfica no relato que fez sobre o encontro sexual. Contou que conheceu Trump num torneio de golfe em 2006 e que nesse mesmo dia tiveram relações sexuais “sem preservativo e na posição de missionário”. “Você lembra-me a minha filha”, terá dito Trump a Daniels, na altura com 27 anos.

A atriz contou que quando chegou à suíte, Trump estava de pijama de cetim e ela pediu-lhe para que ele trocasse de roupa. A dada altura, foi à casa de banho e, quando saiu, o empresário estava na cama de cuecas. Ela tentou sair do quarto, mas Trump bloqueou a porta. Embora não tenha consumido álcool ou drogas, disse que teve um “apagão” e que, quando deu por si, já estava sem roupa e a terem relações sexuais sem preservativo.
Contou ainda que Trump pediu que lhe batesse com uma revista onde ele e os filhos apareciam na capa. Após o ato sexual, relatou: “Foi difícil encontrar os meus sapatos porque as minhas mãos tremiam muito”. “Senti vergonha por não ter parado, por não ter dito não”, admitiu. Voltaram-se a ver na noite seguinte e Trump apresentou-a como sendo sua amiga.

Frases

A minha colega disse-me para aceitar o convite para jantar e que daria uma bela história. O que podia correr mal?

Trump estava à espera vestido com um pijama de seda ou cetim. Pedi-lhe para trocar de roupa.
Durante o jantar, perguntou-me se fazia testes regulares na minha profissão e se estava preocupada com as doenças sexualmente transmissíveis.
Disse-me que lhe fazia lembrar a filha dele, que é loira, bonita e inteligente e que também não é levada a sério.Fui à casa de banho e, quando saí, Trump estava de cuecas e t-shirt na cama.
Assustei-me e pensei: onde é que me vim meter? A dada altura, ‘apaguei’, apesar de não ter consumido álcool nem drogas. Quando dei por mim estava na cama, despida. Estávamos em posição de missionário e ele não usou preservativo.