Become a member

Get the best offers and updates relating to Liberty Case News.

― Advertisement ―

spot_img

JOSÉ CALENGI, MANTÉM OS NÍVEIS DE CONFIANÇA E ASSEGURA QUE O EXECUTIVO VAI REALIZAR O COMPROMISSO DE ANGOLANO E DO PAÍS

Exclusivo : Falta de logística hábil e equipamento operacional tornam o adiamento de Canso Angola 2024 A falta da logística suficiente e equipamento operacional nomeadamente,...
HomeMUNDOMuçulmanos celebram o Eid al-Fitr. Seis perguntas e respostas sobre o ‘Festival...

Muçulmanos celebram o Eid al-Fitr. Seis perguntas e respostas sobre o ‘Festival do Açúcar’

Os muçulmanos na Arábia Saudita e nas regiões circundantes completaram ontem 30 dias do Ramadão,e, esta quarta-feira, assinala-se o primeiro dia do Eid al-Fitr, conhecido como o ‘Festival do Açúcar’.

O início do Eid al-Fitr é determinado pelo avistamento da lua crescente, marcando o início do mês de Shawwal, o décimo mês do calendário islâmico (Hijri).

Dado que os meses lunares geralmente duram entre 29 e 30 dias, os muçulmanos frequentemente têm de aguardar pela noite anterior ao Eid para confirmar a sua data exata. Em alguns países, o avistamento é verificado de forma independente.

Uma vez confirmado o avistamento da lua crescente, a declaração do Eid é transmitida na televisão, estações de rádio e anunciada nas mesquitas.

Celebrações do Eid al-Fitr: Um Tempo de Alegria e Tradições

Tradicionalmente, o Eid al-Fitr é celebrado ao longo de três dias como feriado oficial nos países de maioria muçulmana. Contudo, a duração do feriado varia conforme o país.

O dia do Eid começa com uma cerimónia de oração realizada pouco depois do amanhecer, seguida de uma breve homilia.

Durante a sua deslocação para a oração, geralmente realizada ao ar livre, os muçulmanos entoam takbeerat, louvando Deus com a frase “Allahu Akbar”, que significa “Deus é grande”.

Antes da oração, é costume consumir algo doce, como os biscoitos recheados com tâmaras conhecidos como maamoul no Médio Oriente. O Eid al-Fitr é muitas vezes referido como o “Eid doce”, sendo a partilha de doces comum em toda a comunidade muçulmana.

Os muçulmanos passam o dia a visitar familiares e vizinhos, trocando doces à medida que vão de casa em casa.

Cada país tem os seus doces e sobremesas tradicionais preparados antes ou na manhã do primeiro dia de Eid.

As crianças, vestidas com roupa nova, recebem presentes e dinheiro, contribuindo para o ambiente festivo.

Em muitos países, as mulheres e as raparigas decoram as mãos com henna. As celebrações do Eid frequentemente começam na noite anterior, com as mulheres a reunirem-se para aplicação de henna em bairros e reuniões familiares alargadas.

Em algumas regiões, as famílias visitam cemitérios após as orações da manhã para prestar homenagem aos entes queridos falecidos.

É comum que as cidades de maioria muçulmana iluminem as suas ruas e organizem festividades para assinalar o fim do mês de jejum.

O The Conversation responde a algumas curiosidades sobre as celebrações:

O que é o Eid? Eid significa literalmente “festival” ou “festa” em árabe. Existem dois grandes eids no calendário islâmico por ano – o Eid al-Fitr, que ocorre mais cedo no ano, e o Eid al-Adha, que ocorre mais tarde.

O Eid al-Fitr é um festival de três dias conhecido como o “Pequeno Eid” em comparação com o Eid al-Adha, que dura quatro dias e é chamado de “Grande Eid”.

Por que o Eid é celebrado duas vezes por ano? Os dois Eids assinalam, celebram e relembram dois eventos distintos que são significativos para a história do Islão.

Eid al-Fitr significa “a festa de quebrar o jejum”. O jejum, neste caso, é o Ramadão, que recorda a revelação do Alcorão ao Profeta Maomé e requer que os muçulmanos jejuem do nascer ao pôr do sol durante um mês.

Como os muçulmanos celebram o Eid al-Fitr? O Eid al-Fitr é celebrado com dois a três dias de festividades que incluem orações especiais pela manhã. As pessoas cumprimentam-se com “Eid Mubarak”, que significa “Eid Abençoado”, e com abraços formais. São preparados pratos doces em casa e são oferecidos presentes às crianças e aos necessitados. Além disso, os muçulmanos são incentivados a perdoar e a pedir perdão. As práticas variam de país para país.

Em muitos países com grandes populações muçulmanas, o Eid al-Fitr é feriado nacional. Escolas, escritórios e negócios estão fechados para que família, amigos e vizinhos possam desfrutar das celebrações juntos. Em países como os Estados Unidos e o Reino Unido, os muçulmanos podem solicitar folga escolar ou laboral para viajar ou celebrar com familiares e amigos.

Como é que os muçulmanos celebram o Eid al-Adha? O outro festival, Eid al-Adha, é o “festival do sacrifício”. Ele ocorre no final do Hajj, uma peregrinação anual feita por milhões de muçulmanos à cidade sagrada de Meca, na Arábia Saudita, que é obrigatória uma vez na vida, mas apenas para aqueles com meios.

Eid al-Adha relembra a história de como Deus ordenou a Ibrahim que sacrificasse seu filho Ismael como um teste de fé. A história, narrada no Alcorão, descreve a tentativa de Satanás de tentar Ibrahim para que ele desobedecesse o comando de Deus. No entanto, Ibrahim permanece firme e informa Ismael, que está disposto a ser sacrificado.

Quando são celebrados? O Eid al-Fitr é celebrado no primeiro dia do 10º mês no calendário islâmico.

O Eid al-Adha é celebrado no 10º dia do último mês no calendário islâmico.

O calendário islâmico é um calendário lunar, e as datas são calculadas com base nas fases lunares. Como o ano do calendário islâmico é mais curto do que o ano solar gregoriano em 10 a 12 dias, as datas para o Ramadão e o Eid no calendário gregoriano podem variar ano após ano.

Qual é o significado espiritual do Eid al-Fitr? O Eid al-Fitr, por seguir o jejum do Ramadão, é também visto como uma celebração espiritual da provisão de força e resistência de Alá.

No meio da reflexão e do júbilo, o Eid al-Fitr é um momento para a caridade, conhecida como Zakat al-Fitr. O Eid é destinado a ser um momento de alegria e bênção para toda a comunidade muçulmana e um tempo para distribuir sua riqueza.

A caridade aos pobres é um valor altamente enfatizado no Islão. O Alcorão diz:

“Acredita em Alá e no seu mensageiro e dá caridade daquilo que Alá te fez herdar. Para aqueles que acreditam e dão caridade, haverá uma grande recompensa.”