Become a member

Get the best offers and updates relating to Liberty Case News.

― Advertisement ―

spot_img

Projeto Político Partido Liberal

Projeto Político Partido Liberal A Juventude Africana como Protagonista do Futuro do Continente. Em um dia como hoje, celebramos o Dia da África, uma data de...
HomeMUNDOBispos EUA aos migrantes de Darién: "Não deixem roubar-lhes o sonho e...

Bispos EUA aos migrantes de Darién: “Não deixem roubar-lhes o sonho e a esperança”

Aos deslocados – que também receberam na quinta-feira uma mensagem do Papa Francisco -, o arcebispo da capital panamenha, José Domingo Ulloa Mendieta, pediu que “não deixem roubar-lhes a esperança e a capacidade de sonhar”

L’Osservatore Romano

“Só Deus sabe o que passamos”: essas foram as palavras ditas entre lágrimas por um migrante hospedado em um centro de acolhimento em Lajas Blancas, no Panamá. Juntamente com outras 3.000 pessoas de diferentes países latino-americanos que foram acomodadas no mesmo local, o homem se reuniu na quinta-feira, 21 de março, com uma delegação de bispos do Panamá, Costa Rica e Colômbia.

A visita, planejada em preparação para a Páscoa, abordou a área da floresta de Darién, uma das rotas de migração mais perigosas do mundo. Aos deslocados – que também receberam na quinta-feira uma mensagem do Papa Francisco -, o arcebispo da capital panamenha, José Domingo Ulloa Mendieta, pediu que “não deixem roubar-lhes a esperança e a capacidade de sonhar”. Em seguida, os prelados se deslocaram para o Centro de acolhimento San Vicente, em Metetí, uma estrutura recentemente atingida por um incêndio. Ali, como sinal de solidariedade, os bispos trouxeram uma doação de 3.000 kits de higiene pessoal: um número que responde às aproximadamente 2.500 chegadas diárias de migrantes.

Mas a emergência migratória também atinge outras regiões do continente americano: ainda na quinta-feira, momentos de pânico foram registrados no Texas, na fronteira entre os Estados Unidos e o México, onde um grupo de cerca de cem migrantes rompeu uma barreira e superou os agentes da guarda nacional dos EUA. De acordo com a Cnn, muitos desses migrantes serão deportados, enquanto para outros será iniciado o processo para o pedido de asilo.

Enquanto isso, o México apresentou um documento em um tribunal dos EUA para apoiar a oposição de Washington à polêmica lei de migração (Sb4) aprovada pelo Texas, que autoriza as autoridades estaduais a prender migrantes suspeitos de cruzar irregularmente a fronteira entre os EUA e o México. A normativa foi temporariamente suspensa após uma decisão do Tribunal de Apelações dos EUA, mas o México, em todo o caso, diz que está “profundamente preocupado com o fato de que ela seja implementada de forma discriminatória”, levando a “importunações indevidas, detenção, remoção e criminalização de cidadãos mexicanos e de indivíduos de aspecto latino”.