Become a member

Get the best offers and updates relating to Liberty Case News.

― Advertisement ―

spot_img

Mulher de 49 anos suspeita de queimar sobrinha

A Polícia Nacional em Luanda deteve, no Distrito da Camama, município de Talatona, uma mulher, de 49 anos, por supostamente ter queimado a sobrinha,...
HomeNOTÍCIASSOCIEDADESituação económica e social geram onda de greve no país

Situação económica e social geram onda de greve no país

A situação económica e social do país estão gerando, em vários sectores, onda de greves no país, tendo já iniciada a paralisação dos taxistas na província do Namibe, a greve geral anunciada pelos sindicatos dos trabalhadores, os oficiais de justiça e professores do ensino geral.

Além da greve dos trabalhadores da função pública, outros setores em Angola também anunciaram greves. Por exemplo, os oficiais de justiça e professores do ensino geral estão planeando paralisações.

As centrais sindicais angolanas anunciaram uma greve geral na função pública para março, após considerarem que o governo não atendeu às suas reivindicações por um aumento salarial significativo. A greve está planeada para ocorrer em três fases, com a primeira fase entre 20 e 22 de março, a segunda entre 22 e 30 de abril e a terceira de 3 a 14 de junho de 20242.

Estas greves são uma resposta às condições de trabalho e salários, e refletem o descontentamento geral com a situação econômica e social no país.