Become a member

Get the best offers and updates relating to Liberty Case News.

― Advertisement ―

spot_img

Irregularidades dos documentos colocam fora do sistema 157 pensionistas da província do Cunene

Mais de cento e cinquenta pensionistas do Cunene não foram incorporados no sistema de pagamento por alegadas irregularidades dos documentos. By: Dino Manuel Os dados foram...
HomeNOTÍCIASCRIMETribunal Supremo inicia julgamento de subcomissário da PNA acusado de  introduzir no...

Tribunal Supremo inicia julgamento de subcomissário da PNA acusado de  introduzir no mercado moeda falsa

A câmara criminal do Tribunal Supremo, em Luanda, dá início, hoje, ao julgamento do subcomissário da Polícia Nacional (PNA) e outros dois comparsas acusados pelo Ministério Público dos crimes de passagem, colocação e circulação de moeda falsa ou falsificada.

O processo, registado sob o número 43/23, tem como arguido principal o subcomissário da PNA Domingos Miguel Adão Francisco, antigo segundo comandante da Polícia na província do Bengo, e os co-arguidos António Kahala Pinto e Januário César Francisco.

De entre os três agora coarguidos, apenas o subcomissário responde em liberdade provisória, ao passo que os dois outros se encontram em situação carcerária de prisão preventiva, acusados pelo Ministério Público (MP) dos crimes de passagem, colocação e circulação de moeda falsa ou falsificada.

A primeira sessão de audiência e julgamento acontece, hoje, terça-feira, na sala de julgamentos do Tribunal Supremo, presidida pelo venerando juiz conselheiro, Daniel Modesto, em que o MP fará a leitura da acusação que pesa sobre este oficial comissário e seus pares. Domingos Miguel Adão Francisco, o principal arguido deste caso, foi segundo comandante da Polícia Nacional na província do Bengo, durante alguns anos, e foi exonerado do cargo pelo Presidente da República e comandante-em-chefe das Forças Armadas Angolanas (FAA) João Lourenço, em 2019.

Fonte: O País